Skip to Content

Blog Archives

Postagens recentes por admin

Ser empático é essencial…..

Nos sentimos bem quando as pessoas se colocam em nosso lugar, então, por que é tão difícil nos colocarmos no lugar dos outros também…?

A resposta é porque infelizmente, tal atitude é muito difícil de acontecer, e ficamos até surpreendidos quando alguém age de maneira empática conosco. Quando o oposto deveria ser a regra, ou seja, sermos empáticos, sempre.

A empatia é uma capacidade de percepção e refere-se ao fato de compreender aquilo que outro indivíduo está sentindo. Portanto, as pessoas que têm um nível mais alto de empatia são as que sabem ler melhor os outros através das palavras, da linguagem não verbal, da expressão facial e do seu tom de voz. Mas, como ser empático? A primeira coisa a fazer é conseguir se colocar no lugar do outro, sabendo escutar atentamente e mostrando autocontrole quando necessário.

0 0 Leia Mais →

Conflitos Internos

E aí… nos encontramos com nosso conflitos internos…. encará-los ou fugir?  Encare-os, vai doer bem menos!!!“

Os conflitos internos fazem parte da nossa vida. São usualmente descritos como a luta entre a razão e a emoção. Provavelmente você já viveu este tipo de experiência, querer uma coisa e fazer outra, ou ao invés, não querer algo e fazê-lo. Que força é esta que em momentos críticos das nossas vidas se sobrepõem à nossa vontade? Julgo que esta força tem tanto de positivo como de negativo, dependendo sempre da forma como interpretamos esta dualidade que nos confunde e origina um turbilhão de emoções e pensamentos incomodativos. Emoções e  razão, quando se antagonizam geram-nos confusão. Neste estado lábil, ficamos inseguros nas decisões a tomar, podendo conduzir-nos a pensamentos e sentimentos instáveis, que se viram contras nós mesmos. Por vezes, os gatilhos que nos geram conflitos internos são oriundos dos nossos desejos, das nossas ambições, dos nossos sonhos e objetivos. Criamos uma imagem ideal acerca das coisas que julgamos nos fazer bem.

0 0 Leia Mais →

Histórias de vida

… Parti com o que tinha naquele momento, não queria malas, não queria carregar nada, apenas um casaco preto longo, botas de couro até o joelho, chapéu, calça de lã, blusa de frio com uma gola cinza, tudo o que se usa para aquecer estava pendurado em mim.  Ah! E uma bolsa enorme onde carrego de tudo um pouco.  Olhei para trás, e vi Maria cantando e arrumando a cozinha.  Cuidadosamente me aproximei, dei-lhe um longo beijo na bochecha e disse: “Volto quando me encontrar, mas levo você no coração. Obrigada por tudo. Com um meigo olhar ela me acolheu e disse apenas para me cuidar. Agradeci com um demorado abraço e parti sem olhar para trás. Precisava me encontrar, redescobrir meus sonhos, o que me dava alegria em viver, algo maior do que eu guiava meus passos de forma simples, serena, descomplicada.

0 0 Leia Mais →

A incrível arte de nos libertarmos de nossas amarras.

Quando me sentia insegura, diante de alguma mudança que deveria fazer em minha vida, desde trocar de estilo de roupa até de emprego, acabava voltando para as mesmas roupas de sempre e mantinha o antigo emprego, pois mesmo com vestimentas desconfortáveis que me restringiam os movimentos e um emprego que tirava o sono e a tranquilidade, possuía a falsa sensação de estar em um lugar conhecido e assim, seguro.

0 1 Leia Mais →

 

Comentários recentes por admin

    Nenhum comentário por admin