Do fio do Cabelo ao fundo da Alma. 

Que preço sua Alma esta pagando para manter seu cabelo na moda? Parece uma pergunta estranha não é? Mas infelizmente, o grande aumento do número de pessoas com depressão e ansiedade tornam essa, uma pergunta necessária, pois muitas pessoas estão vivendo, baseando sua felicidade na aparência e conquistas materiais, e hoje, para piorar, baseiam-se no número de “curtidas” que recebem nas redes sociais. 

Estamos no pico do individualismo, na ausência absurda da Empatia por uma geração que não consegue se colocar no lugar do outro, afinal, o outro não passa de uma tela. E se alguém não gosta de alguma coisa, esse alguém, deleta e pronto. 

Acontece que não dá para deletar emoções e sentimentos e eles pulsam em nós. Pulsam tão violentamente que perdemos muitas vezes a noção do que estamos falando ou como estamos agindo. É o aprisionamento do Ser Humano pelas suas próprias emoções e sentimentos. 

Do fio do cabelo ao fundo da Alma, me traz a noção do todo, de todos nós. Nosso Corpo, nossa Mente e nossas Emoções e Sentimentos. Um corpo gritando por respeito e aceitação, uma mente atrapalhada com as emoções geradas pelos pensamentos de tudo o que temos que corresponder, submeter ou aceitar.

E para que? Para ser amada(o)? Quem merece estar ao nosso lado, não se preocupa se nosso cabelo está ou não na moda. Se preocupa se estamos bem, se estamos sentindo a felicidade por aquele único e simples momento onde duas pessoas se encontram. 

As pessoas precisam parar de arranhar a Alma, de ignorar os sentimentos e emoções. Precisam se reconectar novamente com a essência humana que ainda vive dentro de cada um e que é a única que pode nos conduzir à verdadeira felicidade, seja com o cabelo arrumado ou descabeladas(os). 

Com carinho, 

Renata